segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O Exorcista: William Peter Blatty

O ExorcistaO Exorcista by William Peter Blatty
My rating: 4 of 5 stars

A história gira em torno de Regan, uma menina de 12 anos, filha de Chris MacNeil, uma famosa actriz. Regan é uma menina dócil e simpática, até que um dia começa a agir de forma totalmente diferente, ao que a mãe julga que poderá ser uma tentativa de Regan chamar à atenção. Mas à medida que os sinais se vão agravando, Chris acaba por consultar vários médicos na busca de um tratamento para Regan. Estas várias tentativas não dão resultados e Chris acaba por suspeitar que Regan está afinal possuída por um demónio e pede ajuda a um padre jesuíta - Damien Karras, que além de padre é também psiquiatra. Karras começa a "estudar" Regan, do ponto de vista médico, mas no fim chega à mesma conclusão que Chris. Karras juntamente com o Padre Merrin procedem então a um exorcismo, no entanto esta é uma prática bastante perigosa pois poderá pôr em risco quer a vida da paciente, quer as suas próprias vidas.

Pois é, se calhar já toda a gente conhece a história por causa do filme mas como não vi o filme (não faz de todo o meu género), parti para a leitura sem saber muito da história.
Dentro dos livros e contos que tenho lido para o projecto Sexta Assombrada, este foi o que me causou mais impacto.
É uma história arrepiante e assustadora, ainda mais quando a personagem que está possuída é uma criança, o que torna a história ainda mais angustiante.
Apesar de o livro se chamar "O Exorcista" não esperem encontram logo no início relatos das sessões de exorcismo, pois esse só ocorre na parte final da história, no entanto, até este ponto alto, temos vários relatos de impotência de uma mãe, como ainda várias cenas assustadoras da possessão de Regan.
Outro ponto positivo são as personagens, principalmente Chris que nos consegue transmitir a sua dor fase à impotência perante a "doença" da filha, como também o Padre Karras, pelas suas dúvidas perante a religião, e não esquecendo ainda o demónio que está dentro de Regan e que está muito bem caracterizado e real.
Este foi um livro que me arrepiou!


Vou considerar este livro nos seguintes desafios (além do Reading Challenge):
12 Clássicos em 2014
Diversidade Literária 2014

1 comentário:

  1. O meu irmão acabou de lê-lo... tem a mesma opinião que tu! :D

    ResponderEliminar