terça-feira, 16 de agosto de 2016

Inferno: Dan Brown


Inferno (Robert Langdon, #4)
Título: Inferno
Autor: Dan Brown
Editora: Bertrand Editora
Classificação: 4 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Dan Brown voltou ao seu protagonista Robert Langdon, com a sua conhecida fórmula. Num ritmo completamente frenético, Langdon vê-se perseguido sem conseguir entender porquê, visto ter perdido a memória dos últimos dias.
Em "Inferno", Dan Brown pega na problemática da sobrepopulação mundial e no Inferno de Dante, interligando-as de modo muito interessante, com muitas referências de arte.
Passado grande parte em Florença, mas também com uma breve passagem por Veneza e ainda Istambul, e que o autor consegue descreve-las de modo a desejarmos andar pelas cidades e conhecer tudo o que o autor nos mostra.
A escrita é bastante fluída e simples, mesmo quando aborda alguns aspectos mais científicos e médicos, e tal como já referi, tem um ritmo alucinante e que nos faz avançar muito rapidamente na história.
Temos vários twist e apesar de ter desconfiado do "vilão", houve uma ou outra reviravolta que me surpreenderam. No entanto, o final deixou-me algo desiludida pois esperava algo um pouco mais "trabalhado".
Dan Brown não é um génio da literatura, nem escreve obras-primas, mas a verdade é que consegue escrever livros com um ritmo acelerado, como se fossem filmes de acção, mas que mantêm os leitores agarrados até chegarmos ao fim.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

A Invenção de Hugo Cabret: Brian Selznick


A Invenção de Hugo Cabret
Título: A Invenção de Hugo Cabret
Autor: Brian Selznick
Editora: Edições Gailivro
Classificação: 4 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

A vontade de ler este livro só surgiu depois de ler várias opiniões muito positivas que mencionavam a beleza física do livro, pois não tinha ficado muito impressionada com o filme.
Hugo Cabret é um órfão que faz a manutenção dos relógios da estação, mas que tenta completar que tem ligação ao seu pai. Ao longo deste seu objectivo, Hugo envolve-se com a história do cinema.
A história é relativamente simples. No entanto, a mais-valia do livro é mesmo a forma brilhante como Brian Selznick nos vai contando a história, intercalando a escrita com ilustrações fabulosas como se fossem a carvão.

Sem dúvida que é um dos livros mais bonitos e originais na minha estante.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O Segredo de Sophia: Susanna Kearsley


O Segredo de Sophia (Slains, #1)
Título: O Segredo de Sophia
Autor: Susanna Kearsley
Editora: Edições ASA
Classificação: 5 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Há tanto tempo que queria ler este livro! E era daqueles que eu queria mesmo ter na estante pois desconfiava que ia adorar e não me enganei.
Acompanhamos Carrie McClelland, uma escritora de romances históricos, que decide passar uma temporada na Escócia para ir escrevendo o seu novo livro. E quando chega ao local, sente uma sensação de atracção e bem-estar. Carrie decide tornar uma das suas antepassadas, Sophia, na heroína na história e começa a escrever com uma rapidez pouco habitual, sendo transportada pelas "memórias" de Sophia.
 A autora conseguiu criar duas histórias que se interligam de forma magnifica e que me deixou agarrada logo nas primeiras páginas. Com um cenário fantástico na Escócia, com descrições vividas que nos transportam para Slains e para a conspiração para colocar o Rei Jaime no trono.
A escrita e a história são bastantes envolventes, e apesar de ser um livro com muitos factos históricos, estes são introduzidos sem que sejam chatos. Adorei também a maneira como a autora decidiu interligar o passado e o presente, através da memória genética, criando uma aura de mistério entre a realidade e a ficção.
E as descrições? Fazem-nos querer pegar nas malas e ir directamente para a Escócia.
Adorei também as personagens. Todas. Sem excepção. E também os dois romances existentes no livro.
Sei que tinha muitas expectativas mas não me senti, nem um pouco, defraudada e foi um livro que me encheu as medidas pois não houve nada que eu não tivesse gostado. Aliás, minto. Houve algo. Ter terminado.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Maratona Cineverão - Actualização 4

Filmes vistos na semana de 1 a 7 Agosto.

* Categoria Mistério ou Thriller: The Alphabet Killer
http://www.imdb.com/title/tt0818165/

A investigadora criminal Megan Paige está encarregue do caso de Carla Castillo, uma menina de dez anos que foi violada e assassinada. O tempo vai passando e não há nenhuma prova que leve a um suspeito, e Megan começa a acusar a pressão e a ter algumas alucinações com a Carla Castillo. Após um episódio mais violento, Megan acaba internada e diagnosticada com esquizofrenia paranóica. Dois anos depois, Megan regressa ao trabalho, apesar de já não ser investigadora, e ocorre mais um crime, com outra menina cujo nome e apelido têm a mesma inicial e ainda com o local dos crimes.

Baseado nos crimes reais designados por "assassinatos do alfabeto", sobre as mortes ocorridas em Rochester entre 1971 e 1973 e cuja letra do primeiro e do último nome das vítimas coincidiam com a primeira letra do local onde foram encontradas. Sendo que o culpado nunca foi encontrado.
O tema do filme é bastante interessante, mas com um ritmo um pouco parado. Até gostei da prestação da Elisa Dushku, que faz de Megan, e que deu aquele ar de obsessão um pouco lunática. Não sei explicar, mas senti que falhava algo no enredo que agarrasse os espectadores.



 * Categoria Fantasia ou Sci-FI: Gravity
http://www.imdb.com/title/tt1454468/

Uma equipa de astronautas, que conta com a doutora Ryan Stone, está numa missão de conserto ao telescópio Hubble, quando são surpreendidos por uma chuva de destroços decorrente da destruição de um satélite por um míssil russo, que faz com que sejam jogados no espaço sideral. Sem qualquer contacto com a Terra, eles tentam sobreviver num inóspito para a vida humana.

Impressionante o silêncio! E acredito que este filme, visto no cinema, deva impressionar ainda mais.
Um filme que me deixou praticamente sem palavras. Excelentes efeitos especiais que tornaram o filme extremamente real, e cheio de momentos de tensão que nos fazem estar completamente colados ao ecrã.
Uma excelente prestação de Sandra Bullock e George Clooney!

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

O Pêndulo de Foucault: Umberto Eco


O Pêndulo de Foucault
Título: O Pêndulo de Foucault
Autor: Umberto Eco
Editora: Difel
Classificação: 1 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Já tinha tentado ler este livro há uns 5 anos mas, na altura, acabei por o colocar de lado logo nos primeiros capítulos mas, desta vez, fiz o esforço para o terminar. E que esforço! Achei-o tão secante e maçador!
Na actualidade (anos 80), três editores italianos começar por investigar os Templários, de forma a criar um livro, mas deixam-se levar também pela sua imaginação, e tentam descobrir segredos desta ordem.
E o que poderia ter sido uma leitura interessante, tendo em conta o tema, foi uma leitura bastante penosa. Achei a escrita muito descritiva e maçadora, e senti-me constantemente bombardeada com informação. Também não consegui sentir qualquer ligação, nem com as personagens, nem com o enredo.
Custou-me tanto a ler e a concentrar que, confesso, algumas páginas foram lidas mais na "diagonal".
Com esta experiência, não sei se algum dia vou sentir vontade de ler "O Nome da Rosa".