domingo, 23 de abril de 2017

Mini-Opiniões #11

Leituras para o projecto da Mafalda #Abrilcontosmil


A mulher que matou os peixes
Título: A Mulher que Matou os Peixes
Autor: Clarice Lispector
Classificação: 4 Estrelas
Ficha do Goodreads aqui

A autora inicia a história logo a confessar o seu "crime", mas sem querer. E para nos explicar como é que acabou por matar os peixes, Clarice começa por nos contar o seu amor pelos bichos e sobre todos os bichos que já teve.
A escrita simples mas directa e sentimos que a autora está a falar directamente connosco. Mas com um tom mais sentimental, principalmente quando aborda a dor da perda.



Quase de Verdade
Título: Quase de Verdade
Autor: Clarice Lispector
Classificação: 3 Estrelas
Ficha do Goodreads aqui

Este é um livro infantil, em que a história é narrada pelo cachorro Ulisses, sobre umas galinhas, num terreno vizinho e com uma figueira que não dá figos.
Gostei da escrita, uma vez mais, simples e directa mas a história não me agradou muito. Não sei se está relacionado pelo facto de ser uma história infantil e algo "estranha".

Apesar de este último livro/conto não me ter cativado tanto, continuo com vontade de ler mais da autora pois gosto bastante do estilo de escrita da autora.



Maria Não Me Mates Que Sou Tua Mãe
Título: Maria Não Me Mates Que Sou Tua Mãe
Autor: Camilo Castelo Branco
Classificação: 4 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Este conto foi uma boa surpresa. Gostei do modo como Camilo Castelo Branco nos contou a história de uma filha que assassinou a sua mãe. E não nos poupa aos pormenores mais macabros.



Rosa de fuego
Título: Rosa de fuego 
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Classificação: 3 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Apesar de ter lido em espanhol, e ter sido a primeira primeira experiência, foi até bastante acessível perceber a história.
O conto é uma espécie de introdução ao Cemitério dos Livros Esquecidos e é onde ficamos a perceber onde é que surgiu a ideia. Foi agradável mas nada de especial.



Beside the Rose Petal Beach
Título: Beside the Rose Petal Beach 
Autor: Dorothy Koomson
Classificação: 2 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Um pequeno conto que se centra num dos inspectores do livro A Praia das Pétalas de Rosas, e onde percebemos a sua atracção por uma das personagens. Não fiquei nada impressionada nem sequer acho que traga algo mais para a história principal.



Louca Por Compras em Lua de Mel
Título: Louca Por Compras em Lua de Mel
Autor: Sophie Kinsella
Classificação: 3 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Foi a minha estreia com a personagem Becky Bloom, a viciada em compras. Neste conto, a Becky acabou de casar e está em lua de mel. É um conto divertido e até me deu  vontade de ler mais livros da Louca por Compras.

sábado, 22 de abril de 2017

Em Nome da Filha: Carla Maia de Almeida


Em nome da filha
Título: Em Nome da Filha
Autor: Carla Maia de Almeida
Editora: Fundação Francisco Manuel dos Santos
Classificação: 5 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

A primeira vez que vi este livro foi a divulgação numa partilha do Facebook (julgo que da Cláudia, A Mulher que Ama Livros) e coloquei-o logo na minha wishlist. E entretanto, a própria Cláudia fez um vídeo de opinião e foi nesse vídeo que fiquei a saber que o livro estava à venda no Pingo Doce e assim que fui a um, aproveitei e comprei o livro.

O livro Em Nome da Filha é uma reportagem jornalística, com testemunhos de mulheres vítimas de violência doméstica, mas também opiniões de profissionais e números da violência.
Não se deixem enganar pelo seu pequeno tamanho pois é um livro que não nos deixa indiferentes e nos impressiona pelos relatos.
Um livro que me revoltou. A violência não é só física mas também verbal e psicológica. Não podemos desculpar, não podemos pensar que ele vai mudar, que a culpa é nossa.
É um livro duro e cru, que custa ser lido. Mas tem que ser lido! Lido por todos. Mulheres, homens, jovens! Toda a sociedade!

Temos que lutar contra a violência doméstica. Não podemos fechar os olhos.


Fez-me recordar um outro livro sobre violência doméstica - Vidas Suspensas de Rita Montez - que li o ano passado, também sobre a violência doméstica. Podem ler a minha opinião aqui.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

A Filha de Testada: Rosaiah


A Filha de Testada
Título: A Filha de Testada
Autor: Rosaiah
Editora: Chiado Editora
Classificação: 1 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Este livro foi-me enviado de surpresa pela Chiado Editora mas que não é o meu género de livro.

Narrado na primeira pessoa, conhecemos a história de vida da própria autora, que até aos três anos, viveu na Ilha de Testada, uma ilha situada na Ria de Aveiro. Rosinha não teve de todo uma vida fácil. Foi abandonada pelos pais, sendo depois criada por uma senhora que infelizmente também não lhe deu uma vida feliz.
Mas o meu grande problema com o livro é o tipo de "mensagem" e "espiritualidade" (à falta de melhor descrição). Rosaiah fala muito na sua alma, em reencarnações, seres de luz (ou algo assim) e, confesso, esta forma de vida, não é, de todo, o meu género e da qual me costumo manter afastada.
Para além do tema, o facto de ter ainda alguns erros ortográficos  também não ajudou.

Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela editora, em troca de uma opinião honesta.

História em Pedacinhos: Maria Cecília

História em Pedacinhos - As Casas da Minha Infância e os Tempos de Chá sem Açúcar
Título: História em Pedacinhos - As Casas da Minha Infância e os Tempos de Chá sem Açúcar
Autor: Maria Cecília
Editora: Chiado Editora
Classificação: 4 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Após ter lido várias opiniões positivas, entre as quais a da Raquel do So Happy With Books, fiquei com imensa vontade de ler.

Este livro é a história da infância da autora até ao início da sua idade adulta. Maria Cecília, parte com 6 anos, com a sua mãe, ao encontro do seu pai, que já se encontrava na Venezuela há vários anos.
Tal como o próprio título do livro nos conta, vamos conhecendo partes da infância de Maria Cecília, aos pedacinhos, em capítulos curtos. A sua família, a sua terra natal, os locais onde viveu na Venezuela, os seus sonhos e medos.
Conhecemos também a realidade destes emigrantes, num país novo, com hábitos diferentes e onde têm que enfrentar tantas dificuldades.
A escrita é simples e directa, mas num tom doce, de uma menina sonhadora. Com uma história de vida que me conseguiu tocar.
Um conjunto de pequenas memórias da vida da autora e onde ficamos com a sensação que Maria Cecília está a falar directamente connosco.


Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela editora, em troca de uma opinião honesta.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Como Leio Blogues?


Poderão estar a estranhar a pergunta do título do post e em que a resposta mais óbvia seria algo do género "entras num determinado blogue e lês". Mas não, a verdade é que já há vários anos que apenas visito blogues para os comentar.


Mas então como fazes? 
Simples. Uso o Feedly.
O Feedly é uma ferramenta, super prática, onde podemos agregar vários blogues, classifica-los por categorias e seguir as suas publicações.

E porque comecei a usar o Feedly?
Porque o Google Reader terminou.
Sim, é verdade. Ainda antes de usar o Feedly, usava o Google Reader, que funcionava da mesma forma. Tinha até a vantagem, de nos blogues pertencentes ao Blogspot, quando se clicava no botão "Seguir blogue" ele aparecia logo no Google Reader. E dava também para pesquisar assuntos nos posts guardados.



A grande vantagem deste tipo de aplicações é juntar todas as publicações de todos os blogues que sigo, num único local, sem ter que andar a visitar individualmente cada um.
É certo que os blogues "perdem" visitas mas, tal como já referi, sempre que leio um post no Feedly que quero comentar, marco-o como "Read Later" para comentar depois, ou clico directamente no título e sou reencaminhada para o blogue.



E como colocar os blogues no Feedly?
Existem várias maneiras.
Directamente pelo Feedly, no campo "Search", colar o link do blogue e fazer "Follow".
Nos blogues que tenham a opção Feeds, clicar e depois escolher a subscrição pelo Feedly.
Em alguns blogues (não sei porquê mas não aparece em todos) no fundo do ecrã, no lado direito, aparece o botão do Feeldy, basta clicar e depois no sinal "+" para adicionar o blogue.
Sempre que seguem um novo blogue/site, podem classifica-los em categorias.
No meu caso, e apesar de os ter organizado em vários categorias, acabo por os ler através do "All".

E no smartphone?
Não se preocupem que o Feedly tem também uma app para smartphones que funciona muitíssimo bem.




É certo que, muito provavelmente, não conhecerei todas as funcionalidades do Feedly mas é uma app que me satisfaz bastante e que não vivo sem ela.
O que gostaria que fosse melhor? Talvez a parte de organizar as categorias e os respectivos links. Dá para editar mas é um pouco trabalhoso demais =P Também gostava de conseguir pesquisar determinado assunto ou tema nos itens guardados, tal como fazia no Google Reader, mas desconheço se tal opção está disponível na versão free.



Já conheciam o Feedly?
Ficaram curiosos?
Como costumam acompanhar os blogues?