segunda-feira, 27 de abril de 2009

O Festim dos Corvos - George Martin


Continuando a saga mais ambiciosa e imaginativa desde O Senhor dos Anéis, As Crónicas de Gelo e Fogo prosseguem após o violento triunfo dos traidores.
Enquanto os senhores do Norte lutam incessantemente uns contra os outros e os Homens de Ferro estão prestes a emergir como uma força implacável, a rainha regente Cersei tenta manter intacta a força dos leões em Porto Real. Os jovens lobos, sedentos por vingança, estão dispersos pela terra, cada um envolvido no perigoso jogo dos tronos.
Arya abandonou Westeros rumo a Bravos, Bran desapareceu na vastidão enigmática para além da Muralha, Sansa está nas mãos do ambicioso e maquiavélico Mindinho, Jon Snow foi proclamado comandante da Muralha mas tem que enfrentar a vontade férrea do rei Stannis e, no meio de toda a intriga, começam a surgir histórias do outro lado do mar sobre dragões vivos e fogo...
______________________________________________________

Parti para este livro, com baixas expectativas, pois muito dificilmente se poderia manter o ritmo de dois livros fantásticos, no entanto gostei bastante.
Neste livro temos capítulos dedicados a novas personagens, como é o caso de Cersei, no entanto, ao contrário de Jaime, que com os seus capítulos, comecei a gostar da personagem, com Cersei, não aconteceu o mesmo. Cersei continua a ser uma víbora (eheheh), e após a morte do pai, torna-se Rainha Regente, mas apesar de achar que é a verdadeira imagem de seu pai, parece-me que se acha mais inteligente do que é. O facto de não se ter aliado aos Tyrrel, ao seu tio Kevan e o seu afastamento de Jaime, poderão fazer com que sai a perder.
Sansa permanece em Ninho da Águia com o Mindinho. Acho que se está a tornar mais perspicaz a todas as movimentações que se passam à sua volta, no entanto continua a desempenhar o papel de Alayne, para poder sobreviver.
Arya chegou a Bravos, e penso que esta cidade irá ter muita importância para ela… quanto a mim, Arya irá tornar-se uma personagem que muitos irão temer, pois apesar de ser novita, já provou que é capaz de matar.
Quanto às movimentações na Patrulha da Noite, neste livro só temos capítulos de Sam, o qual foi obrigado, por Jon, a deixar a Muralha, para acompanhar o Meistre Aemon, Gilly e o bebé, e um companheiro da Patrulha. Estou bastante curiosa para saber o que o futuro em Bravos vai reservar a Sam, e gostava também de compreender o ponto de vista de Jon, pois aparentemente tornou-se mais frio.
Uma personagem com grande destaque foi Brienne, que tenta descobrir Sansa. No entanto, apesar de tanto destaque, acho que não houve grandes desenvolvimentos na história.
Tivemos ainda personagens das Ilhas de Ferro e de Dorne, e foram bastante importantes em termos de movimentações políticas e aguardo com interesse novos desenvolvimentos.
Só tenho a acrescentar…venha o próximo =D

Sem comentários:

Publicar um comentário