quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Pedaços de Ternura - Dorothy Koomson




Poderá um estranho curar o seu coração?

Kendra Tamale regressa a Inglaterra, fugindo de velhas mágoas e em busca de um novo começo. Conhece Kyle, pai de duas crianças e separado, de quem se aproxima, contra todas as suas expectativas.

Então, um terrível encontro com o passado obriga-a a enfrentar os seus fantasmas. Não consegue dormir, é despedida e a sua relação com Kyle e as crianças fica debilitada. A única forma de remediar a situação é confessar o erro terrível que cometeu há muitos anos atrás - algo que prometeu nunca fazer...
_____________________________________________________________________________

Depois de ter lido e gostado d' "A filha da minha melhor amiga", soube que teria que comprar os restantes livros da autora. Assim, na Feira do Livro de Lisboa, no ano passado, comprei os outros dois livros "Pedaços de ternura" e "Bons sonhos, meu amor", no entanto, outros livros têm "passado à frente" na fila de "livros a ler" =)

Desta feita, acompanhamos Kendra Tamale que regressa a Inglaterra, após ter "fugido" da sua vida na Austrália. Em Inglaterra aluga uma casa a Kyle, que se está a separar da mulher e tem dois gémeos, Summer e Jaxon, com 6 anos.
Devido ao seu passado, Kendra tenta evitar o envolvimento com a família, no entanto não consegue resistir a aproximar-se das crianças.
Tal como n' "A filha da minha melhor amiga", Dorothy Koomson foca temas actuais, tal como o impacto do alcoolismo no casamento e na carreira profissional, o divórcio e o amor, a violação, jogando sempre com as emoções - a da personagem e as nossas.
O livro tem muitos flashbacks, que nos permitem conhecer o passado de algumas personagens, nomeadamente Kendra e Kyle, no entanto, não achei confuso, pois faz a ligação com o presente e estão devidamente assinalados, pelo que facilmente distinguimos o presente do passado.
A escrita de Dorothy faz-nos querer ler mais e mais, e entramos no mundo das personagens e começamos a sentir as suas emoções e os seus dilemas.
A pergunta que se mantém até ao fim, é se Kendra consegue finalmente ultrapassar o seu maior medo e envolver-se e amar os outros.

E apesar de não me ter emocionado como me emocionei em ler "A filha da minha amiga", voltei a gostar bastante da forma como é escrito e do livro em si. O próximo que se segue na lista? Bons sonhos, meu amor, da mesma autora =)

Sem comentários:

Publicar um comentário