domingo, 14 de abril de 2013

Dreamfever - Karen Marie Moning

Dreamfever (Fever, #4)Dreamfever by Karen Marie Moning
My rating: 3 of 5 stars

Antes de mais tenho que salientar que cheguei ao final do livro com sentimentos contraditórios, com momentos bons e outros mauzitos.
Vou tentar comentar, assinalando os spoilers, pois é difícil não mencionar certos aspectos que me deixaram muito apreensiva.
O terceiro livro termina a deixarmos pensar "E agora?", o que nos deixa com espectativas muito elevadas para próximo volume.

Pontos menos bons:
Assim que iniciamos a leitura de "Dreamfever" deparamos com uma cena brutal e "WTF???", e que posteriormente vai servir para justificar alterações no comportamento da Mac.
(view spoiler)[Cena inicial com a Mac a ser violada, para depois se vir a descobrir que ganhou certos "poderes". (hide spoiler)]
Apesar de ser durante pouco tempo, temos um relato directo por parte da Dani. Até poderia ser uma mais-valia, mas não gostei do tom juvenil-agressivo mas que tenta parecer ter um ar "porreiro". Sei que Dani é uma adolescente, mas pareceu-me um tom muito forçado e menos bem conseguido.
As cenas de recuperação de Mac são pouco explicadas sobre o método escolhido e como funciona.
(view spoiler)[Barrons tem sexo com Mac e vai-lhe contando histórias dela de forma a recuperar a memória. No entanto, não é explicado qual a influência da memória, bem como é estranho como é que alguém que se tornou pri-ya (viciada em sexo) é curada com mais sexo. A sério, achei muito estranho. (hide spoiler)]

Pontos bons:
Um livro com uma história mais negra e violenta, com vários acontecimentos que nos fazem temer pelo o mundo.
Sabemos mais sobre o passado e história de Mac, bem como sobre Barrons.
A personagem principal - Mac - apesar das suas alterações e mais "negra", continua a ser uma pessoa que comete erro, o que nos faz duvidar do seu poder na história. Isto é, apesar de tudo, não é invencível, onde só lhe acontece coisas boas.
Vários acontecimentos e reviravoltas na história que nos faz "querer ter uma conversinha com a autora".
O final deixamos muito, mas muito expectantes sobre o próximo livro e a pensar "Quem? Quem?".

No meio disto tudo, gostei ou não gostei?
Tentando analisando "friamente", gostei. Apesar de não concordar com algumas opções, gostei bastante do tom mais negro e dos pormenores que nos foram contados sobre o passado de Mac e Barrons.
Estou também com altas expectativas para o próximo livro, mas vou aguentar para já, para ver se modero as expectativas.

Sem comentários:

Publicar um comentário