segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A Rainha no Palácio das Correntes de Ar (Millennium #3): Stieg Larsson

A Rainha no Palácio das Correntes de Ar (Millennium, #3)A Rainha no Palácio das Correntes de Ar by Stieg Larsson
My rating: 5 of 5 stars

Este seria o terceiro volume de uma série de dez que o autor tinha idealizado, mas infelizmente um ataque cardíaco impediu-o de concretizar o seu objectivo.
Ao contrário do primeiro livro, o final do segundo faz-nos querer pegar logo neste último livro e que não poderá ser lido antes d'"A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo".

*Esta opinião poderá ter spoilers para quem não leu os livros anteriores*

Neste livro retoma a história onde parou no anterior, com Lisbeth gravemente ferida.
Temos portanto, um ritmo mais lento, em que acompanhamos os outros personagens da história, mas que nos são dadas muitas informações sobre a investigação que Mikael está a efectuar, bem como da polícia e da próprio Säpo. Bem como, o desenrolar da conspiração que sempre envolveu Lisbeth. São ainda introduzidas na história mais personagens, o que poderá dificultar um pouco o leitor, pois somos confrontados com muitas informações.
No entanto, a história começa a ganhar mais ritmo e impacto, quando começamos a ter a história mais focado no ponto de vista de Lisbeth. E temos uma parte final, com o julgamento, o ponto alto do livro e de Lisbeth.
O desfecho está muito bem conseguido, com a resposta à maioria das nossas questões (havendo poucas que ficaram por esclarecer). O que nos faz pensar que rumo é que Stieg Larsson pretendia dar às suas personagens nos restantes volumes.

É sem dúvida, uma trilogia que recomendo. Alerto apenas que apesar de ser uma leitura muito viciante, preparem-se sempre para uma parte inicial (que poderá ser um pouco longo) com um ritmo mais lento, mas não larguem os livros, pois estou certa que vão adorar a trilogia quando chegarem ao fim.
Lisbeth Salander tornou-se numa das minhas personagens preferidas de sempre! E  Mikael Blomkvist também não está nada mal, apesar de ter preferido que tivesse menos sucesso com as mulheres.

Sem comentários:

Publicar um comentário