domingo, 19 de outubro de 2014

A Luz: Stephen King

A LuzA Luz by Stephen King
My rating: 3 of 5 stars

Jack Torrance, que tenta ultrapassar um passado com problemas de alcoolismo e de desemprego, aceita ser o zelador de inverno no hotel Overllok, situado nas montanhas e que neste período fica completamente isolado pela neve. Além da tentativa de recuperar a sua estabilidade financeira, Jack vê também como uma oportunidade de melhorar o seu relacionamento com a mulher Wendy e o seu filho de 5 anos Danny. No entanto, o hotel tem um passado negro e à medida que o tempo vai passando, começando a acontecer coisas estranhas e difíceis de explicar, em que num primeiro momento, apenas Danny, devido ao seu dom, se apercebe.

Esta foi a minha estreia com Stephen King e devo dizer que tive alguns problemas em entrar na história, muito por causa do tipo de escrita. Temos uma escrita directa mas muito descritiva, com constantes saltos na acção, quer através da mudança de personagem, quer na própria linha temporal, e somos ainda confrontados com pensamentos no meio de frases.
O ritmo é também algo lento, e apesar de termos pistas logo quase no início da história dos perigos, a verdade é que esses acontecimentos demoram a aparecem na história, o que pode fazer com que o leitor arraste a leitura.
Quanto aos acontecimentos arrepiantes, devo dizer que me deixaram "alerta", talvez por ter lido a maior parte, à noite e quase em silêncio (o que sem dúvida ajuda para o clima de terror).
Em relação às personagens, e apesar de desconfiarmos que Jack tem um problema e que se vai agravar quando vai para o hotel, a verdade é que quem me cativou mais foi Danny, o filho de Jack e Wendy, quer pelo seu dom, quer como a forma como lida com os seus problemas. Mas a verdade, é que as três personagens principais estão bem construídas psicologicamente, principalmente através da partilha dos seus pensamentos. E o próprio hotel Overlook é uma personagem importante e forte.
Confesso que tinha muitas expectativas com este livro/autor, principalmente depois da Joca do Little House of Books ter dado a sua opinião sobre o Misery (um outro livro do autor), mas a verdade é que o livro não correspondeu às minhas expectativa. No entanto, quero ler mais livros e contos do autor. A minha maior dificuldade foi mesmo o tipo de escrita, com os pensamentos no meio das frases (apesar de nos dar a ideia da evolução psicológica da personagem) mas também com as várias retrospectivas.


Sem comentários:

Publicar um comentário