sábado, 19 de novembro de 2011

Mary Anne - Daphne du Maurier

Ela colocou o coração dos homens está em chamas e escandalizou um país Mestra contadora de histórias, Daphne du Maurier evoca a ascensão e queda de um de seus personagens mais inesquecíveis. Uma mulher ambiciosa, deslumbrante, e sedutora jovem, Mary Anne encontra a única forma mais gratificante de se elevar acima seu mundo cockney miserável: ela vai se tornar a amante de um duque real. Ao fazê-lo, ela provoca um escândalo que abala a Inglaterra. Mary Anne brilha com o sexo, escândalos, corrupção, e o mundo dos privilegiados da alta sociedade.Baseado na história verídica de um dos próprios parentes distantes du Maurier , o amor de Mary Anne do dinheiro e dos homens ao envolvê-la em riscos que ameaçam sua própria existência.

__________________________________________________________________


Este é o quinto livro que leio de Daphne du Maurier, sendo que achei-os todos diferentes uns dos outros, no entanto, “Mary Anne” é o mais diferente. Ao contrário dos outros livros, este não tem elementos mais obscuros que criam o clima habitual de tensão.

Neste livro, Daphne conta-nos a história da sua trisavó Mary Anne Clarke, numa Londres nos finais do século XVIII, inícios do século XIX, em que mistura um ambiente de sedução com escândalos de corrupção e políticos.
Mary Anne é uma jovem pobre, mas que se serve da sua beleza como “trampolim” para a sua riqueza.

Gostei bastante deste livro de Daphne pois caracteriza bem uma época Londrina passada, com as diferenças sociais existentes entre sexos e estratos sociais.
A sua escrita continua a seguir a mesma linha, uma escrita simples e directa, que torna a leitura interessante e cativante, pois não apresenta informação a mais. “Mary Anne” torna-se ainda mais interessante pela sua componente histórica, com muitos jogos políticos e corrupção que caracterizam aquela época.

Sem comentários:

Publicar um comentário