quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O Dardo de Kushiel - Jacqueline Carey

No início do livro, senti-me algo perdida, pois somos "confrontados" com muita informação, quer de personagens, casas/famílias e deuses.
Gostei muito da forma como a história nos é contada, pois acho Phèdre uma narradora fantástica, acho que tem uma "voz" que parece que está ao serão, ao nosso lado, a narrar-nos a história da sua vida.

Quanto a personagens, adorei Phèdre e Joscelin (e estou curiosa para saber mais sobre a forma como vão continuar a interagir), Melisande é uma personagem muito enigmática e perigosa. Sendo que fiquei triste com o que aconteceu a Delaunay, Alcuin e Guy :'(

No que respeita ao mundo em si, acho bastante interessante e não me fez confusão as cenas de sexo no meio da história, apesar de alguns ferimentos que parecerem um nadita violentos demais.

O único ponto menos positivo, foi a tradução, pois existem algumas palavras que fazem com que as frases fiquem a soar estranhas. Bem como palavras cuja opção de tradução não me pareceu muito acertada, por exemplo o uso de livraria em vez de biblioteca; e o uso da palavra "assaz" muitas vezes ao longo do livro.

Sem comentários:

Publicar um comentário