terça-feira, 3 de junho de 2014

A Mão Esquerda das Trevas: Ursula K. Le Guin

A Mão Esquerda das TrevasA Mão Esquerda das Trevas by Ursula K. Le Guin
My rating: 5 of 5 stars

Ao longo do livro temos três tipo de capítulos diferentes, em que dois deles são narrados na primeira pessoa.
Genly Ai é um dos narradores e o Enviado e vamos acompanhando a sua aventura no planeta Inverno, com o qual está a tentar formar uma espécie de confederação, e cujas as intrigas e traições o levam a correr perigo de vida. Temos também Estraven, um governante local e que tenta ajudar Genly a sobreviver a todas as intrigas das duas nações do planeta Inverno -Karhide e Orgoreyn. E é através do seu diário que vamos entendendo melhor o seu mundo e a sua personalidade, aproximando-nos das duas personagens principais e da forma como a sua relação evoluiu. Por último, temos capítulos que são pequenas histórias e lendas de Inverno e que nos permitem contextualizar esta sociedade tão diferente da nossa.
Inverno é um planeta distante e diferente, com condições climáticas extremas e que população é andróginas , isto é uma população assexuada, em que os indivíduos podem ser mães e pais de diferentes filhos, e só definem um sexo na altura do kemmer (estado de capacidade sexual).
Não vou dizer que foi fácil entrar neste mundo pois no início senti algumas dificuldades em entender os indivíduos, a sociedade e até mesmo os nomes, mas à medida que ia avançado na história, foi-se tornando mais fácil. Gostei da história e da forma como Ursula Le Guin construiu todo um mundo, sem o tornar maçudo, com excelentes personagens. Adorei ainda a forma como Ursula Le Guin nos descreve as diferenças entre as sociedades e, como dois homens diferentes aceitam as diferenças um do outro e acabam por criar um forte elo de amizade.
Mais um livro a reler!


Vou considerar este livro nos seguintes desafios (além do Reading Challenge):
TBR Pile Reading Challenge 2014

Sem comentários:

Publicar um comentário