terça-feira, 24 de junho de 2014

Hidden Currents: Christine Feehan

Hidden Currents (Drake Sisters, #7)Hidden Currents by Christine Feehan
My rating: 3 of 5 stars

Chegámos finalmente ao fim da série das irmãs Drake e desta vez temos a história centrada em Elle, a irmã mais nova, que faz par romântico com Jackson Deveau.
Este é um livro diferente dos anteriores, com um tom mais negro e violento. A história inicia-se com Elle a trabalhar infiltrada enquanto investiga Stavros (que se suspeita que tem uma rede de tráfico humano), mas acaba por ser raptada e torturada por ele. Existem várias cenas da tortura de Elle, bastante gráficas, em que Stavros usa a dor e a violência para desumanizar a Elle, tornando-a num ser totalmente dependente.
Até percebo porque Feehan optou por tornar esta história mais violenta, mas talvez pudesse ter sido mais branda nestas descrições, o que tornaria o livro mais fácil de ler, para a maioria dos leitores.
Além de toda a violência física que utiliza, Stavros tem também poderes paranormais. O que após o salvamento de Elle, Stavros consegue conectar-se mentalmente e ainda magoa-la através dos seus poderes psíquicos.
Jackson Deveau demonstra que está a altura dos problemas e que é, sem dúvida, o homem certo para Elle, e é a ajuda fundamental no processo de reabilitação de Elle. Gostei também de saber um pouco mais do passado deste homem, que nos livros anteriores nos foi apresentado sempre como uma personagem muito reservada, sem sabermos praticamente nada sobre si.
Outro aspecto que não me agradou (ou pelo menos não me convenceu), foi a rapidez com que Elle ficou curada, quer fisicamente, mas principalmente mentalmente. Elle tinha sido brutalmente agredida, mas também violada, e poucos dias depois de estar ao cuidado de Jackson (e apesar de Elle estar apaixonada por ele há bastante tempo), envolvem-se sexualmente, sem grandes sinais de trauma.
Quanto à forma como a família lidou com Stavros, e apesar de ter um equilíbrio entre o paranormal e o científico, esperava algo mais violento.


Para mim, esta saga não foi constante e algumas vezes esperava mais de personagens, que depois quando tiveram o seu protagonismo não corresponderam às minhas expectativas. Não sei se será uma série para reler.


Vou considerar este livro nos seguintes desafios (além do Reading Challenge):
Ler em Inglês

Sem comentários:

Publicar um comentário